O último lançamento da Xiaomi: novos produtos e muito mais

O último lançamento da Xiaomi

A decisão de comprar um telefone celular geralmente não é fácil. São tantos os recursos que você pode adotar no dispositivo móvel que você acaba ficando tontos sem saber qual é a melhor opção. Além disso, é uma decisão muito pessoal, pois cada comprador em potencial o utilizará da maneira que achar melhor.

Nesse sentido, existe uma empresa que conseguiu se posicionar como uma alternativa sólida, abrangente, confiável que garante produtos de qualidade. Está sendo falado da Xiaomi, uma das empresas mais lucrativas do mundo. Os lançamentos Xiaomi são acompanhados de perto por um mercado que vê neles uma boa oferta em termos de qualidade e preço.

Se olhar para o panorama atual, verá como a comunidade brasileira está atenta a cada último lançamento da Xiaomi. De fato, o mercado ainda suspira com a poderosa versão 13 Ultra (sucessora do Xiaomi 13 PRO) que significou o Xiaomi lançamento 2023 por excelência.

Table
  1. O histórico da Xiaomi no Brasil
  2. Adeus à MIUI?
    1. Xiaomi série 12, uma aposta
    2. Modelo 13 Ultra, a grande aposta para 2023
    3. Xiaomi, entre as melhores

O histórico da Xiaomi no Brasil

Mas, se tomar como parâmetro os lançamentos Xiaomi 2023 Brasil e retroceder na linha do tempo, verá muitos anos de crescimento da empresa em território nacional.

Se você fosse percorrer todos os celulares da Xiaomi em ordem de lançamento, esta viagem no tempo nos levaria a 2015, quando a empresa asiática entrou no mercado brasileiro com o novo Redmi 2. Quão distante está esta versão do atual Xiaomi 13, não é mesmo?

Naquela época, a empresa asiática tinha cinco anos de existência e já desfrutava de números de sucesso reconhecidos internacionalmente. O Redmi Note 12 Turbo, uma das versões mais atuais desta série de celulares que foi colocada à venda este ano, estava longe de nascer. Mesmo assim, naquela época, a empresa já estava se posicionando como uma alternativa tentadora.

Adeus à MIUI?

O que já existia naquela época, no entanto, era o MIUI exclusivo, uma camada de personalização para o sistema operacional Android que é da própria fabrica da Xiaomi, mas não está presente em todos os seus smartphones, como o POCO X5 ou o POCO X5 PRO, bem como a linha de telefones Redmi, entre outros.

De acordo com os executivos da empresa, essa camada de personalização está com os dias contados e talvez não vejamos a próxima versão. Estima-se que, para o lançamento do Xiaomi 14, o sistema operacional a ser usado será o HyperOS.

Mas, para a tranquilidade dos usuários que hoje desfrutam dos modelos topo de linha, esta não é uma confirmação oficial. Eles podem continuar aproveitando os recursos dos novos smartphones de Xiaomi em 2023.

Neste grupo, pode-se encontrar os novos modelos da linha POCO, como o verdadeiro tanque cuja bateria suporta horas e horas de uso, e cujo custo o torna muito acessível: o POCO C50.

Aqueles que têm celulares de ponta, como o Xiaomi 13 Lite, um modelo que muitos escolhem devido à lente óptica e câmera, também podem ficar tranquilos. Um dispositivo que o próprio fabricante definiu na época como "nossa obra-prima". Esta obra-prima combina duas realidades. "Onde a identidade Lite se funde com os recursos do carro-chefe", explica a empresa.

Xiaomi série 12, uma aposta

O mesmo acontece com o Xiaomi 12T PRO e o Xiaomi 12s Ultra. Estes dois modelos, apesar de já serem de 2022, tiveram um bom impacto no público que procura uma boa lente.

De fato, ambos têm características que os tornam distintos. O primeiro foi colocado à venda com a câmera traseira de 200 megapixels. O Ultra, por outro lado, ofereceu uma câmera com dimensões consideráveis em relação ao tamanho do dispositivo móvel.

Modelo 13 Ultra, a grande aposta para 2023

O último lançamento da Xiaomi busca desbravar o mercado com uma nova aposta. As versões Xiaomi 13 PRO e Xiaomi 13 já não existem mais, dando lugar ao 13 Ultra.

O produto top da empresa chinesa manteve o acordo com a alemã Leica, e o novo Xiaomi conta com lentes Summicron fornecidas pela empresa europeia.

O sensor principal é IMX989 e tem 1 polegada de tamanho, com resolução de 50 Mpx. Da mesma forma, os sensores traseiros são IMX858, com resolução de 50 Mpx e ângulo ultra-amplo.

A tela, por sua vez, é uma OLED de 6,7 polegadas com resolução de 3200x1440 pixels.

Além disso, a capacidade de exibir uma rica profundidade de cor de 12 bits dá à tela a compatibilidade necessária com conteúdo em formatos de alta faixa dinâmica (mais conhecidos como HDR), como Dolby Vision e HDR10+.

Xiaomi, entre as melhores

Como dito anteriormente: a Xiaomi é uma das empresas mais fortes do setor de smartphones. Ela está atrás apenas da Apple e da Samsung, mas, ao contrário delas, compete com uma marca distinta: boa relação custo-benefício.

Além disso, a Xiaomi está em um mercado saudável. Tanto que, de acordo com o site de estatísticas espanhol Statista, 2023 começou com 90% da população mundial possuindo pelo menos um smartphone.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up